Seguidores

PAÍSES QUE NOS VISITAM!

free counters

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

LOBÃO E OS BOTÕES!

Lendo a biografia do polêmico e único LOBÃO, entitulada "50 ANOS A MIL", lançada pela Editora Nova Fronteiras participações S.A., observeu em alguns trechos a relação do músico com o futebol de mesa, o nosso amado botão. Não foi o primeiro e nem será o último personagem a divulgar este tipo de curiosidade. Na verdade é fácil encontrar depoimentos de pessoas que, em algum momento da vida, praticaram ou foram vidrados pelo jogo de botão. Infelizmente este tipo de relato tende a ser uma raridade com o passar do tempo, afinal cada vez menos os jovens e crianças "perdem" seu tempo com este tipo de esporte/hobby. Segue um dos trechos do livro que transcrevo abaixo para os amigos do blog.
---
Em meio às minhas dúvidas de continuar ou não freqüentando os treinos na Gávea aos domingos, chegando às cinco e meia da manhã para pagar o maior mico ao sol do meio-dia, diante de centenas de garotos, no mínimo acostumados com a bola, começa o burburinho, a ansiedade, a excitação para o início da Copa do Mundo. Senti que para enfrentar aquela maratona de jogos deveria me preparar adequadamente, ou seja, comprar as camisas versão 1970, com as golas olímpicas, ir na loja de tecido comprar muito pano para fazer um bandeirão e achar novos craques pro meu campeonato de botão.

Nessa de fuçar um lugar que ninguém conhecesse, achei uma loja de artigos esportivoslá em Botafogo, na Voluntários da Pátria, ao lado do que seria a Cobal de Botafogo. Pois bem, entro na loja procurando botões de galalite e vejo na vitrine um monte deles de todas as cores. Era na manhã da estréia do Brasil contra a Tchecoslováquia e com toda a certeza faltava muito pouco tempo para não haver um só estabelecimento de portas abertas. Corri para o balcão para pedir ao moço que me ajudasse a escolher os galalites quando, ao me dirigir ao senhor que estava sozinho na loja, percebo se tratar de um rosto muito familiar...

Não poderia ser! Aquele senhor... “Por favor, o senhor podia me ajudar a comprar uns botões, que eu tenho mania de ficar fazendo torneio relâmpago comigo mesmo antes dos jogos e hoje tenho que caprichar na estréia do Brasil, né?” E o senhor respondeu gentilmente: “Como você quiser, mas você não acha que seria melhor se concentrar para assistir o jogo? Eu estou ansioso para ver as partidas ao vivo...” “Senhor... posso fazer uma pergunta?” “Pois não, meu filho?” “O senhor por acaso é parente do Nilton Santos?”... E sempre muito solícito, muito simpático, achando graça na pergunta, respondeu com toda a singeleza d’alma: “Meu filho, eu sou o Nilton Santos...” Eu só faltei chorar de tanta emoção! Como é que pode isso? Encontrar com um dos maiores heróis do futebol mundial, a enciclopédia do futebol, ali, tranqüilo, um feliz dono de loja de material esportivo, me dando umas dicas sobre botões de galalite! Não me lembro como me recompus do susto, mas o seu Nilton, uma pessoa da maior doçura, da maior delicadeza, tratou de me tranqüilizar com toda a naturalidade do mundo, acabando por me deixar muito à vontade... “Poxa, seu Nilton, não é toda hora que isso acontece, né?”... E o seu Nilton ficou meu amigo, Sempre que podia dava uma passada na sua loja sob pretexto de comprar alguma coisa só pra ficar ouvindo suas fascinantes histórias.

5 comentários:

  1. E ae velho vale a pena ler essa biográfia? abraços...

    ResponderExcluir
  2. Ricardinho, ainda não terminei, na verdade to no começo..a parte boa nem começou. De pois te digo.

    Para quem curte biografia de músicos recomendo a do ERIC CLAPTON. O cara abre o jogo e se expõe de uma maneira natural e sem medo. Bem legal.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Clássico dos clássicos!!!! Anos 80 na veia!!!

    Excelente música para uma excelente série de filmes que motivam e ensinam grandes valores!!!

    Guilherme A.

    ResponderExcluir
  4. Esse comentário aqui era lá do Eye of the Tiger...KKK

    Mas já deixei lá tbm...

    Guilherme A.

    ResponderExcluir
  5. Muito boa esta matéria sobre o lobão. Zecão.

    ResponderExcluir

 
Real Time Web Analytics